Tag: mamografia


No último post apresentamos os resultados dos exames de mamografia da ação no bairro Iges e prometemos voltar em breve para apresentar os resultados da ação da penitenciária de Tucum. Pois bem, cá estamos nós de novo!

Em Tucum examinamos 32 mulheres, mas só pudemos entregar os resultados para 27 delas. Cinco outras mulheres encontravam-se fora da penitenciária por alvará ou para audiência. Para nossa alegria, as internas apresentaram um índice de suspeita menor do que no Iges: apenas 10% dos casos. Isso representa dizer que em 3 mulheres foi identificado algum tipo de anormalidade na mama e serão encaminhadas pela Sejus (Secretaria de Justiça do Espírito Santo) para um exame de ecografia.

No Iges a incidência de suspeita foi um pouco maior: 38% contra 10% de Tucum. Mas devemos nos mater atentos para outro dado: estima-se que a Região Sudeste é a que mais possui casos de óbito por câncer de mama. Apesar do alto índice, o Espírito Santo se posiciona melhor que o Rio de Janeiro, São Paulo e Minas Gerais. Segundo o estudo de Maria Elizete Gonçalves e Alexandar de Brito Barbosa, apresentado no XV Encontro Nacional de Estudos Populacionais, o ES está em quarto lugar na região sudeste em casos de indicência de câncer de mama:

No Sudeste, em 2003, a UF com a maior taxa de incidência de câncer de mama feminino foi o Rio de Janeiro (103,89 por 100.000 hab.), seguida por São Paulo (78,69 por 100.000 hab), Minas Gerais (44,01 por 100.000 hab) e Espírito Santo (40,44 por 100.000 hab).

Ações como o programa Mamografia Express visam impactar esses números, reduzindo a incidência do câncer de mama no estado e, porteriormente, em todo o Brasil. Por isso é tão importante sua ajuda para divulgar o programa. Faça sua parte! Indique nosso blog para uma amiga!

Fotos de Tucum:

Preparamos uma galeria da entrega de resultados em Tucum. Confiram:

O programa Mamografia Express entregou nesta sexta-feira, 29 de Abril, os resultados dos primeiros exames de mamografia, realizados no Ibes, Vila Velha. Do total, foi diagnosticado 38% de casos com algum tipo de suspeita.

Pode ser um dado preocupante, mas para você entender melhor explicaremos como o INCA (Instituto Nacional do Câncer) classifica os resultados de exames de mamografia. Primeiramente é preciso definir um padrão de análise (em nosso post utilizaremos o BI-RADS como exemplo). Esse padrão é uma espécie de “medida” do resultado, ou seja, é a interpretação da imagem obtida através do exame de mamografia. De forma geral há o resultado “normal” (sem suspeita de câncer de mama) e “anormal” (com algum tipo de suspeita).

A diferença está exatamente no tipo de suspeita. O BI-RADS classifica o resultado em Negativo (normal), Benigno, Provavelmente benigno, Suspeito e Altamente suspeito. Portanto, através dos exames realizados no bairro Ibes, em Vila Velha chegamos a margem de 62% de resultados negativos. Uma margem muito boa quando comparada ao estudo realizado por Augusto Vasconcellos Vieira e Felipe Tietbohl Toigo, no qual apenas há a estimativa de 44,41% de resultados negativos.

Como proceder?

A mamografia é o exame mais confiável para identificar uma primeira suspeita de câncer de mama. Mas como vimos, há diferentes níveis de suspeitas. Dependendo do número, disposição e densidade dos nódulos encontrados pode ser ou não câncer de mama. A resposta final só será verificada mediante a realização de uma biópsia do tecido mamário.

Mas antes, uma vez descoberto o nódulo na mama, a paciente será encaminhada para uma ecografia. O objetivo desse exame é identificar se o nódulo é cístico ou sólido, além de localizar exatamente onde está o nódulo. Caso ele seja sólido,  será preciso partir para uma próxima etapa: a pulsão para biópsia.

As mulheres que realizaram exame com o Mamografia Express e se encontram dentro da margem dos 38% de casos com algum tipo de suspeita já serão encaminhadas para a realização da ecografia mamária.

Entrega dos exames

Você pode curtir as fotos do momento da entrega dos exames aqui no blog do Mamografia Express. Continue nos acompanhando para se atualizar sobre a situação do câncer de mama no Brasil. E o programa Mamografia Express segue contribuindo com a saúde pública do Espírito Santo. Na quarta-feira, dia 5 de maio, serão entregues os resultados dos exames realizados na Penitenciária Feminina de Tucum. Até lá!

No Brasil, segundo o Tribunal de contas da União, há 1,6 mil mamógrafos cadastrados pelo Sistema Único de Saúde (SUS), mas apenas 900 e poucos estão em funcionamento, ou seja, quase metade dos equipamentos existentes que operam pelo SUS, de forma gratuita estão com algum defeito. Isto mostra o descaso que cada esfera pública tem com as mulheres brasileiras, suprimindo o que é seu de direito. A lei n° 11.664/2008 garante a toda mulher acima de 40 anos realizar o exame de mamografia pelo SUS, uma vez ao ano, só que na prática, sabemos que a legislação não é executada.

A mamografia é o principal exame que detecta tumores na mama em fase inicial, quando a mulher ainda não consegue palpá-los. Apenas 10% dos câncer de mama são hereditários, os outros 90% acontecem esporadicamente, e podem surgir de acordo com estilo de vida que levamos. Não conseguimos evitar que um câncer de mama aconteça, mas podemos trabalhar para que a mulher não morra pela patologia. Como? Através da MAMOGRAFIA, descobrindo seu tumor em fase inicial, e , tornando o tratamento menos mutilador e traumático.

Por isso, vamos nos mobilizar, exigir o que é nosso direito, mamografia anual, acima dos quarenta anos de idade!

Hoje nossa unidade móvel esteve na Penitenciária de Tucum atendendo 30 internas. O foco, assim como na ação em  Jardim Guadalajara, foi mulheres acima de 40 anos ou que tenham sentido algum sintoma de câncer de mama. A abertura do evento, que iniciou às 9 horas, contou com a apresentação de um grupo de teatro onde as atrizes eram as próprias internas.

Participaram também da abertura da ação, o subsecretário para Assuntos Administrativos da Sejus, Alzemir Cleto de Jesus; o subsecretário para Assuntos Penais, coronel José Octávio, a Deputada estadual Luzia Toledo, o diretor do Iges, Ruy Franklin, o médico Sérgio Muniz Gianordolí, a diretora de Saúde do Sistema Penal, Luciana Vanelli e a direção da unidade prisional.

O site da Sejus até deu uma nota falando da nossa presença em Tucum que vale a leitura!

Finalmente nossa primeira ação foi para as ruas! Avisamos aqui no blog que levaríamos nossa unidade móvel até o centro comunitário de Jardim Guadalajara, no Ibes e… missão realizada! O melhor é perceber o impacto que uma ação como essa causa nos movimentos locais, como nos conta Giovana Sarcinelli, integrante do Programa Municipal de DST e Aids (Vila Velha):

É um instrumento perfeito de prevenção ao câncer de mama porque vai aonde o povo está. Tem gente que não tem dinheiro nem para pagar a passagem para fazer um exame pelo SUS, que geralmente tem filas enormes de espera. E nós sabemos que é esse atraso no diagnóstico e tratamento que fazem casos simples chegarem até a mastectomia. O exame sob rodas é extremamente importante!

Pra quem não pôde marcar presença na nossa ação, talvez tenha visto a matéria que passou na TV Capixaba. Se ainda não viu, disponiblizamos aí embaixo para vocês.

Próxima ação:

Hoje as detentas de Tucum receberão atendimento da unidade móvel do Programa Mamografia Express. É a primeira assistência de mamografia em um presídio no Espírito Santo. Esperamos continuar nesse ritmo, mas isso depende também de você: quanto mais visibilidade tivermos, mais fácil ficará levar nossa unidades a regiões necessitadas. Por isso, ajude divulgando o Programa!

Na próxima terça-feira, dia 13 de abril, as detentas do Presídio Estadual Feminino, localizado em Tucum, Cariacica-ES, recebem a visita do caminhão da Mamografia Express.

O Programa Mamografia Express é executado pelo IGES – Instituto de Gestão Social do Terceiro Setor com apoio de uma Unidade Móvel de Mamografia, equipada para realizar de exames mamográficos em locais de difícil acesso e a mulheres carentes no Estado.

Na ocasião, será feita uma palestra sobre saúde da mama e serão selecionadas 30 mulheres com idade acima de 40 anos, ou que apresentem algum sintoma da doença, para fazer o exame.

Saiba mais:

Dados do Instituto Nacional do Câncer (Inca) mostram que a incidência de câncer de mama no município de Vitória está acima da média nacional. Segundo o Inca, em Vitória a incidência de câncer de mama é de 69 casos para cada grupo de 100 mil pessoas. No Estado essa média é de 44 para cada 100 mil e no Brasil é de 49 para cada 100 mil pessoas.

Em 2008, foram registradas 11.735 mortes de mulheres devido ao câncer de mama e de 125 homens com a mesma doença.

Hoje comemoramos o Dia Mundial da Saúde e o Programa Mamografia Express tem um convite especial para você. Levaremos nossa unidade móvel em nossa primeira ação ao centro comunitário de Jardim Guadalajara, no Ibes (Vila Velha / ES) para realizar exames gratuitos de mamografia. Junto a isso, preparamos uma programação pensando nos cuidados que você deve ter com a sua saúde – ofereceremos desde serviços gratuitos de verificação da pressão arterial até palestras de prevenção de DST.

Agende-se:

Dia 08 de abril, da 8 às 17 horas.
Além das mamografias o evento contará também com atividades de promoção e prevenção à saúde como verificação da pressão arterial e glicose, palestras sobre prevenção ao câncer e doenças sexualmente transmissíveis, AIDS e dengue.

Sobre o Programa:

O Programa Mamografia Express é a Unidade Móvel de Mamografia do IGES, Instituto de Gestão social do Terceiro Setor, que tem como objetivo levar o exame mamográfico a locais de difícil acesso e à mulheres carentes do Estado do Espírito Santo.

Faça você também do Dia Mundial da Saúde um dia especial. Ajude-nos a divulgar essa ação para assim podermos ajudar mais pessoas. Com você podemos fazer a diferença.

Prestes a completar 1 ano de implementação, a Lei nº 11.664, de 29 de abril de 2008, garante o exame de mamografia gratuito pelo Sistema Único de Saúde (SUS)  a todas as mulheres a partir dos quarenta anos de idade. O exame de mamografia é método de escolha para rastreamento em câncer de mama, onde é capaz de localizar nódulos, quando ainda encontram-se impalpáveis.

Mas antes de fazer sua mamografia é importante verificar junto à clínica pequenos detalhes, mas que garantem a qualidade do exame:

  • O mamógrafo da clínica que fará a mamografia possui selo de qualidade, emitido pelo Colégio Brasileiro de Radiologia?
  • O médico que assinar o laudo de mamografia é especialista em Radiodiagnóstico?
  • A mamografia é realizada pelo técnico em radiologia?
  • A sala do mamógrafo é limpa e organizada?

Nem é preciso dizer que todas as respostas devem ser positivas, certo?

A grande polêmica é que apenas 66% dos serviços de mamografia credenciados SUS atendem às normas e padrões de qualidade estabelecidos pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e pelo Colégio Brasileiro de Radiologia (CBR). É o que revela um estudo realizado em 53 clínicas de mamografia nos municípios de Goiânia, Porto Alegre (RS), Belo Horizonte (MG) e na Paraíba, feito pelo Instituto Nacional do Câncer (Inca), CBR e Anvisa, com patrocínio do Instituto Avon.

Do que adianta termos uma legislação que nos assegure o exame de mamografia gratuito, onde em sua grande maioria, não são realizados com qualidade, podendo gerar um diagnóstico incompatível com o a realidade.

Então vamos lutar pelo nosso direito! Acima dos quarenta anos, faça mamografia anualmente, é claro, em clínicas com credibilidade e confiança.

Prezados leitores, informamos a todos que estaremos participando do IV Fórum de Políticas Públicas para a Mulher, no dia 25/03, quinta-feira, das 13h às 18h, onde estaremos com nossa Unidade Móvel de Mamografia no estacionamento da Assembléia Legislativa do Espírito Santo.

Utilizaremos o espaço e a ocasião para divulgar o programa, deixando nossa Unidade Móvel disponível para visitas com uma equipe preparada para esclarecer dúvidas sobre câncer de mama e mamografia.

Cada mulher que participar do Fórum e visitar a Unidade Móvel do Mamografia Express receberá uma fita rosa, que representa a luta contra o câncer de mama. Além disso, teremos uma fala durante o Fórum, na qual faremos uma breve explanação sobre o Programa e o cenário do câncer de mama no Espírito Santo.

Contamos com a presença de todos!!!!

Já mostramos aqui que 12 mil mulheres podem morrer por câncer de mama em 2010 no Brasil, mas como é a realidade do nosso estado?

Segundo estimativas do INCA, no Espírito Santo a média de ocorrência será de 44,14 casos a cada 100.000 e uma estimativa de 820 novos diagnóstico da doença. Já na Capital, Vitória, a previsão é de 130 casos com um risco de 69,17 diagnósticos a cada 100.000 mulheres.

Em 2008, mais de 11.000 pessoas morreram por câncer de mama, destas, 11.735 eram mulheres e 125 eram homens, pois a patologia não atinge somente o sexo feminino.

E você, está disposto a mudar essa realidade? Ajude o Programa Mamografia Express. Indique o blog para um(a) amigo(a). Com sua ajuda poderemos atender mais mulheres.



Powered by WordPress.